Brasil de alguns

Brasil de alguns

Provavelmente, alguns estranharão o título deste artigo. Mas, somente aqueles que não conhecem este país, como ele é e como funciona. Ou que só o conhecem pelas informações parciais ou mentirosas repassadas à sociedade e não pelas análises da realidade. Informações que escondem os fatos que a sociedade precisa saber. O Brasil é muito diferente. Reprisando um dos nossos bordões, não fazemos parte da Via Láctea.

 

Estamos em situação deplorável em qualquer campo que se analise. Nossos infinitos problemas, muitos deles sem solução, se originam, certamente, do resultado da péssima educação que temos no país. Estamos sempre na rabeira internacional.

 

A educação foi jogada na lata de lixo há décadas. Fizemos o caminho inverso da Finlândia e Coréia do Sul, que eram nada nos anos 1950 e 1970, respectivamente. Investiram em educação e são dois dos melhores países do mundo. Inverso daqui. Nós e muitos contemporâneos estudaram em escola pública. Não precisávamos das particulares.

 

Outro caminho inverso foi tomado na economia. Enquanto Deng Xiaoping, que dirigiu a China de 1978 a 1992, decidiu que o país continuaria comunista só na política, e não na economia, nós invertemos tudo. Lá ele criou a economia de mercado, tornando a China capitalista, e nós nos tornamos comunistas na economia. Lá ele abriu o mercado às empresas privadas, nacionais e estrangeiras, sabendo que quem produz é o capital privado e não o governo.

 

(mais…)

Reitor da Unimonte, Ozires Silva, recebe homenagem na Embraer

Fundador da empresa de aviação, Silva teve seu nome dado a um dos protótipos do E190-E2

O reitor da Unimonte, Ozires Silva, foi homenageado na sede da Embraer com seu nome batizando o protótipo do avião E190-E2. A cerimônia aconteceu na tarde de segunda-feira (11), na sede da empresa, em São José dos Campos.

A homenagem foi conduzida pelo CEO da Embraer, Paulo Cesar de Souza e Silva, e aconteceu ao meio da celebração dos 48 anos da companhia fundada por Ozires. “Nós estamos em um momento muito especial, em um mercado bastante movimentado, com novas empresas entrantes e novos desafios. E olhando para tudo o que Embraer já fez até hoje e ao futuro, achei que seria a hora certa de prestar essa merecida homenagem ao Ozires, que foi o nosso fundador e nos trouxe até aqui. E também trazê-lo a nossa sede energiza na nossa equipe. Todos o admiram muito”, declarou Paulo Cesar.

Bastante emocionado, Ozires deu o famoso banho de champanhe na aeronave com seu nome e agradeceu pela lembrança, sendo bastante aplaudido pelos funcionários que participaram da cerimônia no pátio da empresa. “São quase 50 anos de luta. Quando começamos, tínhamos a sensação de um grande dever a cumprir e vendo a empresa hoje, mostra que conseguimos. Estamos em uma época especial, da criação da Embraer. E desde o começo os desafios nunca foram fáceis, mas é importante que vocês tenham ferramentas para vencer e manter essa companhia grande. Eu transfiro a cada um de vocês essa homenagem que estou recebendo, vocês também são merecedores de tudo isso”, discursou Ozires aos colaboradores. O nome de Ozires foi dado ao segundo protótipo do E190-E2. A primeira entrega da aeronave deve acontecer ao longo do primeiro semestre de 2018.

Embraer comemora 48 anos de muito sucesso

No último dia 19, e EMBRAER completou 48 anos de vida, e um vídeo comemorativo foi feito com o Dr. Ozires Silva, para relembrar o passado, celebrar o presente, e apontar o futuro.

Confira:

 

Articles

BRASIL, QUANDO ATERRISARÁS?

Neste artigo, associo-me ao que escreveu Samir Keedi, Professor e Autor, referindo-se ao 28 de Abril, dia no qual fomos obrigados a não trabalhar, para respeitar o direito de protestos de um segmento da população brasileira.
Samir Keedi acentuou que qualquer brasileiro sabe que somos o melhor país do mundo em termos geográficos. Temos o maior território agricultável do planeta, oito mil quilômetros de costa marítima, podendo utilizá-la para fins econômicos, coisa que não fazemos. Temos entre 12% e 20% de toda a água doce do planeta. Temos a floresta amazônica imensa e, do mesmo modo, um Pantanal!

 

Um povo que, educado, poderia fazer qualquer coisa que desejar, com criatividade infinita e suficiente para tudo. País supostamente capitalista, mas sem liberdade econômica para se desenvolver. Uma democracia bastante razoável. Uma população grande. Um país que, graças ao seu enorme mercado, é procurado pelo mundo e atrativo ao capital que o queira. Basta oferecer as condições econômicas necessárias. E, além disso, sem tudo de ruim que afetam muitos, como terremotos, vulcões, furações, tormentas. Enfim, nada impeditivo de se fazer o que se quer.

(mais…)

Images

Contra as reformas? Brasil, quando aterrisarás?

Qualquer brasileiro sabe, ou deveria saber, por absoluta obrigação, que somos o melhor país do mundo em termos geográficos. Temos o maior território agricultável do planeta, podendo alimentar a humanidade por todos os tempos. Temos uma costa marítima de 7.500 quilômetros, nossa Amazônia azul, podendo utilizá-la para todos os fins econômicos. Temos, sob nossos pés, dependendo do analista, entre 12 e 20% de toda a água doce do planeta. Temos a floresta amazônica com todos os benefícios que ela pode nos proporcionar, e ao mundo. Um pantanal, também com todos os benefícios possíveis. “500” dias de sol por ano.

 
Um povo versátil, podendo fazer qualquer coisa que queira, com criatividade infinita e suficiente para tudo. País supostamente capitalista, com liberdade econômica para se desenvolver. Uma democracia bastante razoável. Uma população grande, porém, perfeitamente adequada a um país do nosso tamanho. Um país que costuma ser bem visto pelo capital estrangeiro, portanto, com possibilidades de atrair quanto capital queira e for necessário, bastando, para isso, apenas dar as condições econômicas necessárias ao seu desenvolvimento.

 
E muito mais que se poderia elencar, mas que é desnecessário de tão visível. E, sem tudo de ruim que muitos países têm, como terremotos, vulcões, furações, tormentas. Não temos um tamanho pequeno, impeditivo de se fazer o que se quer. Deixamos ao nosso leitor aumentar essa relação.

 

Fonte: Pixabay

(mais…)

Images

POR QUE UMA AVIAÇÃO TÃO PEQUENA NUM PAÍS TÃO GRANDE?!

Fonte: Pixabay

Esta é uma pergunta, infelizmente sem boas respostas no nosso país. Ela está engasgada na cabeça dos muitos que se interessam, pelo desenvolvimento do uso do avião, como máquina fantástica e instrumento da mobilidade, em crescente demanda e uso mundial, sempre em benefício do desenvolvimento econômico-social.

 

Encabeçados por Santos Dumont, os pioneiros sempre lutaram no sentido de demonstrar que o homem poderia voar. A resposta atualmente é ostensiva. Aviões de todos tipos estão cruzando os céus, mudando a realidade mundial.

 

Nos momentos dessas reflexões, emerge em nossas cabeças o quadro da Baixada Santista, na qual, há décadas não chega ou parte um avião de transporte regular, de carga ou passageiro, para qualquer outra cidade do país! Será que a Baixada não é importante o suficiente para abrigar um aeroporto metropolitano, adequadamente equipado e operado, garantindo chegadas e partidas, mesmo em condições meteorológicas precárias?

 

(mais…)

Articles

O SUCESSO ESTÁ À SUA ESPERA!

Século XXI torna-se cada vez mais complexo. As transformações têm ocorrido numa velocidade acelerada, fazendo com que aumentem os graus de insatisfações dos povos que se mostram crescentes. Para os Governos a insatisfação é igualmente grandes e os líderes governantes pouco conseguem, apesar de esforços, fazer para responder às demandas dos cidadãos.

 

Os cursos das coisas são diferentes, assim como são diferentes os dias, a natureza, as pessoas, cidades e países. No entanto, nossos dirigentes, mesmo se renovando, procuram padronizar as soluções, como se todas as circunstâncias da vida, sejam iguais e produzam reações sob a mesma lógica. Não conseguindo resultados, dão explicações sempre alegando a falta de recursos financeiros, produtos das arrecadações tributárias, mais e mais pagas pela sociedade com crescente relutância.

 

Desde a mais remota das civilizações o sucesso consagrou a necessidade de se transferir às pessoas, duas palavras básicas em qualquer agrupamento, de seres humanos ou dos animais, ou sejam, a liberdade e a independência. Tudo mais deriva desse sonho não realizado na maioria das nações, mesmo hoje quando vivemos o fenômeno do desenvolvimento das comunicações amplas, internacionais e instantâneas. As duas palavras produzem o milagre do sucesso que precisamos: a previsibilidade e a esperança. Estas duas condições são as bases para que possa viver, prosperar e avançar.

(mais…)

Articles

A CRISE E O BRASIL

A crise fez do Brasil um país ainda pior para os negócios. Sempre mal colocado na classificação geral anual do Banco Mundial, por causa, entre outros, da burocracia e de infraestrutura que dificultam a atividade empresarial, o Brasil perdeu posições na atual avaliação. No Doing Business 2017, o tema é “Igualdade de oportunidade para todos”, aparecemos em 123º lugar entre 190 países, duas posições abaixo da classificação alcançada no relatório anterior, que já era muito ruim.

 

A despeito da paralisia do governo anterior, acossado por problemas que levaram ao impeachment de Dilma Rousseff, e da recessão iniciada em 2014, o Brasil conseguiu realizar algumas reformas no sentido de facilitar a produção, circulação e comercialização de mercadorias e serviços. Mas foram poucas se comparadas a outros países. Enquanto nos mantivemos quase parados, o mundo avançou de maneira poucas vezes vista na melhora do ambiente econômico.

 

Fonte: Pixabay

 

A situação pela qual o País passa contribuiu para a queda na classificação geral, mas o relatório deixa mais do que claro que os problemas apontados como inibidores da livre atividade empresarial persistem, até com mais intensidade do que em relatórios anteriores.

 

(mais…)