Imagens

6 dicas do Dr. Ozires para futuros engenheiros e engenheiras

Na vida atual, o ensino e aprendizado são muito competitivos e ambos de alta qualidade, como se verifica nas nações desenvolvidas. Elas estão se desenvolvendo, universalizando o conhecimento, com notados e extensos resultados para suas populações e aumentando com rapidez o abismo entre os países de sucesso e outros que não materializaram o consenso do valor da Educação para a transformação da vida dos cidadãos.

Neste cenário do mundo moderno, constata-se a atenção à evolução da carreira, para destaque e valorização do que se faz e do que se pode fazer. Já se aprendeu que nada se repete, nem os melhores acertos ou os piores erros. O máximo que se consegue é aprender com os ocorridos.

Graduei-me em Engenharia Aeronáutica e, ao longo dos tempos, exercendo cargos na Força Aérea Brasileira (FAB), consegui acompanhar o progresso da segurança do voo e a redução dos acidentes. Todos os especialistas concordam que não há nada melhor do que o aprendizado, colhendo resultados sobre e como o que aconteceu no passado. Na minha opção da Engenharia Aeronáutica, os acidentes são exemplos de falhas do passado, que não podem ser repetidas. Assim, muitas vezes em minha vida, resolvi problemas num projeto de um novo avião, procurando evitar erros de outrora. E isso é amplamente generalizado, pois as melhores prevenções de erros surgem das experiências pessoais e daquelas vividas por outros projetistas e/ou empresas.

A partir das observações sobre trabalhos bem ou mal feitos é que se consegue o progresso com a criação de novos métodos, procedimentos e materiais. Fui muito estimulado pelos meus professores e professoras quanto à leitura e ao debate com os mesmos. Não importa uma informação do passado, em épocas nas quais não existiam computadores nem a quantidade de informações distribuídas e acessíveis como hoje. Assim, quero compartilhar com você um total de 6 sugestões que, pela minha vivência profissional, fico confortável de dividir para que possa considerar em seu desenvolvimento. Vamos a elas:

1. Ao longo do curso de Graduação, use e abuse de congressos, estágios e outros eventos da área. Claro que, não deixe de focar também na rotina das aulas, afinal os professores e professoras sempre têm informações e lições preciosas para sua futura vida profissional. Acredite: há conteúdo que pode até se mostrar desinteressante ou desnecessário em um momento pontual, contudo, pode ser valioso ao longo de sua atuação, se conectando a outros pensamentos e ideias;

2. Mesmo que esteja envolvido ou envolvida em um curso superior, não deixe de considerar a presença em cursos livres, rápidos ou de aperfeiçoamento em seu eixo de atuação. É essencial ter atenção ao que está sendo debatido no que diz respeito a tendências e novidades da área, além de conhecer o que outros profissionais estão

aplicando no dia-a-dia. E lembre-se: a construção do currículo passar por suas próprias escolhas e desejos;

3. Dedique-se muito. Não se conforme com o básico. Sobretudo na Engenharia, ter um perfil crítico, que zela pelos detalhes, dedicado e persistente faz toda a diferença. Tenha foco e entenda as características específicas de cada demanda e projeto, pois isso ajuda você a prever situações e antecipar movimentos;

4. Planeje suas atividades e trabalhe tendo uma rotina. Parece simples, mas é algo que é importantíssimo para garantir foco e produtividade.

5. Fique sempre de olho em instrumentos, plataformas e ferramentas que facilitam a rotina e garantem maior produtividade ou diferenciais frente o mercado e/ou outros profissionais. Hoje há softwares e apps para quase todas as finalidades, então busque e investigue aqueles que podem garantir e trazer novos atributos para seus projetos, entregas e iniciativas.

6. Esteja sempre próximo de pessoas de outros segmentos. Isso incentiva uma outra forma de pensar. Estimula você a raciocinar de maneira inovadora para resolver alguns problemas. Não se feche no seu mundo. Trocar experiências é uma das características que contribuem muito para elevar seu grau de criatividade e percepção das mudanças do mercado.

Você, aluna e aluno de hoje, pense nessas dicas e recomendações acima e procure inseri-las no projeto na sua vida profissional, não se esquecendo que terá de passar por novos críticos aspectos do mundo moderno. Pergunte-se sobre quais passos você já traçou para a sua carreira. Quais outros passos você julga importante. Agregue o que puder na sua experiência e acompanhe as publicações sobre sua carreira.

Olhe para o futuro sob o ângulo do ‘Novo’, pois tudo o que for novidade atrai o consumidor ou a população em geral. Seja um inovador sem medo de olhar as dificuldades, pois com esforço e concentração, elas podem esconder aspectos novos e colocá-lo entre os inovadores destacados.

Com a velocidade das técnicas de desenvolvimento, resultado da competição mundial, a capacidade de identificar erros e os corrigir ganha uma presença crescente. Cometer erros é algo inerente aos animais, talvez devido à velocidade e longevidade do seu crescimento físico e mental. O importante é que se saiba aceitar os erros e os corrigir, sempre que se tenha tempo, o qual nem sempre está disponível.

Bônus: Como complemento a essas colocações, acrescento um artigo do Professor Doutor Gilberto Strafacci, da Universidade de São Paulo (USP), sobre estudos de planejamento estratégico e que, creio, pode ser útil: 4 mentiras que te contaram sobre Planejamento Estratégico