Imagens

Por que a Engenharia é fundamental para a retomada do crescimento do Brasil?

Muito se tem estudado e publicado o quanto a Educação, ampla, abrangente e de alto nível, faz diferenças no desenvolvimento das nações e regiões. Dentre todo o mosaico e resultados das disciplinas da Engenharia, encontramos fatores determinantes para o desenvolvimento econômico das nações. Cada vez mais a criação e a produção de bens de crescentes valores agregados fazem a diferença na balança comercial do mundo globalizado. A capacidade dessa projeção depende de vários fatores, entre eles a existência, quantidade e qualidade de profissionais de Engenharia. Com a rápida evolução da tecnologia e a consequente obsolescência das existentes, a formação dos(as) profissionais de Engenharia deve privilegiar múltiplos conteúdos essenciais, ensinando-os(as) a se adaptar rapidamente aos novos conhecimentos e técnicas.

 

Em todas as reuniões das Comissões Econômicas para América Latina e Caribe da Organização das Nações Unidas (Cepal/ONU), têm-se recomendado uma prioridade da Educação nos programas de formação de profissionais dos jovens, dando ênfase essencial à Engenharia. Nos países industrializados, observa-se a inclusão de países que nos surpreendem a todos, com expoentes como China e Coréia do Sul. Esses países ostentam resultados surpreendentes com esforços e investimentos destacados para a Engenharia e graduações técnicas, não conseguidos em outras regiões mundiais.

 

Aliar o espírito empreendedor e o comprometimento com os resultados são alguns dos requisitos para a atuação como engenheiro(a), pois esta habilitação leva ao saber trabalhar em equipe.

 

A Engenharia engloba um conjunto maior de conhecimentos e habilidades, pois o bacharel domina conceitos em Administração, Economia e da própria Engenharia. Sendo assim, o engenheiro e engenheira torna-se uma peça fundamental em indústrias e empresas de quase todos os setores. Por ter autoridade em saber integrar mão-de-obra, equipamentos e matérias-primas, é a indicação perfeita para atuar no avanço da qualidade e aumento da produtividade. Também gerencia recursos humanos, financeiros e materiais de uma empresa. Até em virtude desta gama de envolvimento e atuação, é imprescindível, porém, que os profissionais de Engenharia estejam sempre muito atentos em desempenhar suas funções e habilidades com muita ética e, sobretudo, considerando os aspectos ambientais.

 

Isso tudo parece ser intrincado em demasia para os jovens que se questionam sobre qual a competência que pensam atingir e em qual setor. Mas não é isso. Ao contrário, essa dúvida que assola a cabeça dos estudantes de Engenharia pode se tornar um excitante processo de avaliar o peso de cada valor, algo muito importante para antecipar o prazer de trabalhar e, ao final, ver o seu trabalho materializado.

 

Creio que pode lhe ter valor o meu exemplo pessoal, pois, nos meus 18 anos de idade tive a sorte de ser levado para uma entrevista (que tomei como somente uma conversa) com um Professor de Física. Não sabia que estava sendo avaliado! Conversamos durante duas horas e não sei individualizar qualquer tema, pois não estava tomando a conversa como uma entrevista profissional definida. Ao final, meu entrevistador simplesmente disse: “Você precisa ser Engenheiro!!!”.

 

Peço ao Leitor deste texto, estudante de Engenharia, que reflita sobre o que possa ter ocorrido no diálogo. Estávamos no ITA – Instituto Tecnológico de Aeronáutica, de São José dos Campos (SP), e eu realmente pensava em trabalhar numa empresa da indústria aeronáutica. Pensava em fabricar aviões e a conversa, que sobretudo exaltou a Engenharia, estimulou na vida que me marcou para sempre: a construção aeronáutica!

 

Terminando este rápido texto, diria que todas as ciências, artes e ofícios se entrelaçam, todos se juntando para produzir uma obra útil que possa trazer benefícios tangíveis que serão aproveitados por muitos. Podemos começar como uma engenharia, ajustando materiais e suas estruturas, para finalizar um quadro de parede ou um pesado viaduto ostentando a dureza do concreto ou dos metais utilizados, mas, ao mesmo tempo exaltando a beleza da arquitetura, por suas formas amenas e atrativas aos olhos da Natureza.

 

Tudo isso somado faz o desenvolvimento humano e mesmo natural, mas para tanto precisamos de algo importante, DE VOCÊ, equipado com as armas da EDUCAÇÃO, trabalhando para tornar a vida de todos melhor, a maioria de desconhecidos. Isso tudo necessitando das mãos mágicas das engenheiras e dos engenheiros, pois sem eles, muito do que temos pode não ser suficiente para o desenvolvimento econômico tão postulado por todos.