Artigos

A Educação e a Formação da Sociedade

Nos debates sobre a Sociedade mundial abundam textos enfatizando apelos e preocupações que deveriam nos levar a reflexões quanto a importância da Educação. A questão de produzir concidadãos bem formados, graduados em disciplinas variadas é sempre colocado no foco da qualidade da vida das populações e na capacidade de construir o que aspiram!

cert-iv-education-support-lead-image
Fonte: Google Imagens

Não são poucos os autores que argumentam sobre a existência dos acomodados que, de um lado creem na inevitabilidade do que está acontecendo e de outro, os que acham que tudo naturalmente vai dar certo. Diante desta divergência cabe a pergunta: Estamos construindo as bases para o futuro que queremos? Que futuro é este? Que bases são estas?
Para os gregos, a educação não era um esforço individual. A tarefa da Educação era comunitária. Cabe aqui uma frase chinesa – “É preciso toda uma aldeia para educar uma criança”, expressando que a educação é resultado da consciência viva que rege e direciona os caminhos da sociedade de valor.
Assim, a sociedade de valor é aquela que gera os verdadeiros homens, ou o ser completo. O caminho da perfeição, é o caminho da educação. Em outros tempos, era o da vida de qualidade na sociedade e na família. Ou seja, uma vida em equipe, onde as soluções partem das discussões livres e abertas, sempre consagrando valores.
Examinando a raiz latina da palavra educação, surge a visão de transferir conhecimentos, fazer obedecer, fazer com que aprendam o que o professor sabe. A relação entre professor e aluno era, até há pouco, unívoca, e a tecnologia agora caminha para alternativas da participação dos estudantes, aberta ao debate. Parece que, com a busca frenética da informação, o ensino e a aprendizagem não mais serão direcionados de cima para baixo. O conhecimento, como difundido no mundo moderno, mostra um campo de realidades maiores e mais amplas.


Vivemos um momento em que a educação não é prioridade, embora os ditames da nossa Constituição de 1988. É claro que isto pode não ser geral, mas, as consequências são claras e firmadas. Quase não há a preocupação de que o futuro de um jovem pertence às raízes do seu conhecimento num mundo global dominado pelo conhecimento e competência técnica ou social!
As Sociedades focadas na construção do poder, como nós, historicamente marginalizaram a educação, pois querem carneiros obedientes como cidadãos. Esta condição sempre foi importante para os que lideram as massas tendo por objetivo de domina-los sem a participação das polêmicas e das discussões. As sociedades de sucesso não se consolidaram na ausência dos fundamentos da educação como foco estratégico. Como no Brasil sempre houve a tendência de comando e controle, não aprendemos ainda esta lição.
O que precisamos fazer em termos de educação o povo grego já fez. Não devemos temer quanto a recriação da roda, usando os exemplos que sobram no mundo, mudando o que precisa ser mudado. Enquanto patinamos na construção de nossa sociedade, outros países avançam investindo pesadamente na Educação de qualidade e abrangente, produzindo sucessos com os quais sonhamos.
É pena que estejamos perdendo tempo, sacrificando milhões de conterrâneos, simplesmente pelo fato de que não podemos contar os anos de vida, senão pelo acréscimo. Quantos brasileiros talentosos que, sem as oportunidades de serem transformados pela educação, acabam seu mandato de vida, frustrados e pobres no mundo culto e competitivo no qual vivemos.

 

Artigo publicado no Jornal A Tribuna em 28/11/2015.